Sobre mudar por dentro (e por fora)

Meu cabelo em janeiro de 2014. Não sinto saudades (:

Meu cabelo em janeiro de 2014. Não sinto saudades (:

Desde o início de março eu comecei uma nova fase na minha vida. Resolvi que era hora de me conhecer melhor, lapidar algumas coisas em mim e viver de forma mais harmoniosa com as pessoas ao meu redor e com o mundo em si.

A decisão? Fazer terapia! Meu namorado já fazia há um ano e só falava maravilhas sobre isso. Eu mesma conseguia pereber nitidamente a diferença que o processo terapeutico tinha feito na vida dele (e na nossa, por consequência). Em meio aos meus defeitos (e as brigas que eu arrumo por causa deles), resolvi começar.

E, para minha surpresa: eu amei! Dava para encher um caderno com o tanto de coisas que eu descobri sobre mim. Coisas palpáveis, que eu só não havia percebido porque sou distraída demais. Minha psicóloga analisa meus sonhos, decifra coisas que meu inconsciente grita, me dá opiniões e puxões de orelha. Tudo isso me dá motivação para seguir alguns rumos, pensar e observar novas coisas e tomar as rédeas da MINHA VIDA.

Hoje, quatro meses depois, sinto que a mudança está cada dia mais forte dentro de mim. Não tenho mais vontade de ser como todo mundo é ou perseguir padrões. Quero só viver minha vidinha, com as coisinhas que eu gosto e que me fazem bem, e fazê-la dar certo ao lado de quem eu amo.

Por querer a cada dia mais “ser eu”, resolvi dar uma cara nova a mim mesma, com um novo corte de cabelo e novas sobrancelhas. Sejam bem-vindos à nova eu, que sempre esteve aqui:

Meu novo cabelinho. Dois palmos mais curto, com mais o meu jeitinho. Aprovam?

Meu novo cabelinho. Dois palmos mais curto, com mais o meu jeitinho. Aprovam?

Olha que enorme estava meu cabelo. Já tinha passado da hora de meter a tesoura, né?

Olha que enorme estava meu cabelo. Já tinha passado da hora de meter a tesoura, né?

 

Sobre o corte e coloração: Cheguei decidida que iria cortar BEM o cabelo. Mostrei algumas fotos de referência para o cabeleireiro, e ele sugeriu algo como a Alexa Chung nesta foto (levando em conta, claro que eu não tenho nem 1/3 da beleza dela e meu cabelo é liso-escorrido). Daí, pronto. Ele cortou na altura dos ombros e fez um ombré de leve, mais para trazer luminosidade do que deixar mega-loiro. Eu curti bastante, porque iluminou meu rosto e deixou o cabelo mais jovial e “mudérninho”. Vocês aprovam? (:

Rodrigo Zucco, meu querido, trabalhando em uma cliente antes de mim. Ele arrasa em tudo que faz!

Rodrigo Zucco, meu querido, trabalhando em uma cliente antes de mim. Ele arrasa em tudo que faz!

Sobre o salão: eu sou viciada e apaixonada pelo Retrô Hair, aquele salão lindo na Rua Augusta, em SP. Já cortei meu cabelo lá uma vez, com o Rodrigo Zucco e voltei novamente para entregar as madeixas nas mãos dele. ❤

Confio de olhos fechados no trabalho dele, na qualidade do salão e adoro todo mundo daquele lugar. Sem brincadeira, o serviço é tão bom que eu fiquei 10 meses sem mexer no meu cabelo (só fazia aquelas hidratações de 3 minutos, no banho) e ele não ficou espigado, nem quebrado, nem cheio de pontas duplas. Retrô é coisa linda de Deus, e o Rodrigo é Deus! hahaha

Ah, e lá é aquele esquema: você corta o cabelo, ganha massagem e ainda pode tomar cerveja durante todo o processo (e também fofocar com o hair stylist).

A decoração é um amor <3

A decoração é um amor ❤

Preço: o preço do Retrô é meio salgadinho. Só o corte custa R$ 80, para vocês terem noção. Mas é aquilo de sempre: depende do que você está comprando, né? Quando vou lá, vou para ser bem atendida, tomar cerveja, ver gente estilosa e viver um pouco daquela atmosfera/experiência do salão. Fora o serviço que, como eu comentei ali em cima, é espetacular! Portanto, para mim vale cada suado centavo. E outra: eu vou lá no máximo duas vezes ao ano, porque o cabelo demora de ficar feio, então é um luxo que compensa, né? Afinal, eu trabalho cinco dias por semana. Mereço, poxa! (:

Espero que vocês gostem da minha mudança tanto quanto eu gostei e também sintam-se inspiradas a mudar. É sempre bom fazer energia circular.
Um grande beijo!

 

Retrô Hair
11 3100 1680 //// 3151 5820
Rua Augusta, 902 . São Paulo.

*Este post não é um publieditorial (tadinha de mim, né?), é só porque eu gosto muito do salão mesmo.

Advertisements

7 thoughts on “Sobre mudar por dentro (e por fora)

  1. Esse ano comecei a “me descobrir” também! Nada melhor para nós e consequentemente para os outros, do que começar a ver e pensar de forma mais limpa, né?
    Quem se ama, ama melhor o outro ❤
    Muito amor para você,
    Lari Pereira.

  2. Oii Nati!
    É sempre bom descobrir o que nos faz feliz independente dos outros e se a terapia te proporciona isso, está no caminho certo. Eu nunca fiz, mas tenho curiosidade. Ver o outro é fácil, difícil é analisar a si mesmo né?

    Quanto ao corte, ficou lindo! Esse salão é bem conhecido, qualquer dia quero ir lá pra conhecer, gosto de mudar de salão as vezes.

    Saudades!

    Beijos
    Carol

    • Oi, Carol!

      Sabia que aquele seu comentário no meu insta me fez ter vontade de postar outra vez? haha obrigada, lynda!

      E é isso mesmo! Difícil é parar um pouco e pensar sobre si, a gente vive julgando os outros, mas nunca pensando sobre nós mesmos.

      Se um dia tiver oportunidade de fazer teraia, eu recomendo. (:

      Fiquei feliz que tenha gostado do cabelinho \o/
      Vá sim ao Retrô, é um máximo e vc vai amar!

      Beijo enorme ❤

  3. Oi Nati! Você só cortou o cabelo no salão ou fez mais alguma coisa? Tô querendo cortar mas não acho uma viva alma legal e de confiança. Queria inovar também mas tenho medo é do preço hahahah

    Quanto ficou o seu ombré?

    Beijos!
    PS: AMEI seu blog e não vou sair daqui nunca mais hahaha

    • Oi Vicky. Desculpa a demora, minha vida tá maluca 😦
      Fiquei contente que tenha gostado do meu bloguinho ❤

      Mas enfim, eu cortei, fiz coloração (um ombré hair bem de leve, super natural) e um tratamento de hidratação e reposição de massa.

      Ficou bem salgadinho, em torno de 400 reais. A parte boa é que lá no Retrô eles dividem no cartão de crédito e, sério, a última vez que eu fui lá, fiquei DEZ meses sem mexer no cabelo e ele ainda tava perfeito. Dura muito!

      Vai na fé, gata! Beijão 🙂

      • Caracassssssssss, que caro. Pago 20 dilmas em creme pra cabelo e já acho o cúmulo dos cúmulos hahahahah
        Achei o trabalho deles muito bom e eu quero urgentemente mudar meu cabelo mas é foda achar um lugar bom (seria legal se cobrasse um preço acessível).
        Gata, atualiza isso aqui porque eu tô viciada em ler teu blog ❤
        Beijos!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s