Finally: minha jardineira de dez Obamas.

Se você acompanha meia dúzia de blogs que falam sobre moda, se você segue meia dúzia de IGs fashions no Instagram ou se você passou mais de 10 minutos fuçando o Lookbook.nu: você se deparou com uma jardineira! Não tem jeito! Elas voltaram a aparecer pelas ruas, para a felicidade de gente como eu: preguiçosa & que adora um conforto. Gosto delas também porque me lembram a minha infância, nos anos 90 (com direito a muito Fantástico Mundo de Bob e Doug Funny). Falando em 90s, estou ansiosa pela volta das calças baggy. KD, Brasil?

Enfim, desde a última temporada de verão do Hemisfério Norte que eu arrasto um longo namoro com jardineiras. Encasquetei que queria uma jeans, mas só tinha visto custando os olhos-da-cara, na Top Shop. Por sorte, encontrei a belezinha aí embaixo numa promoção da Romwe. Paguei míseros 10 DÓLARES. #choraylargada

Imagem

Demorou quase dois meses para chegar, por causa do final do ano 😦

Ela está sendo meu step. Sempre que não sei o que colocar, enfio ela no corpo. Prática e ótima para o calorão que está fazendo em São Paulo.

Não gosto (e vocês sabem) de cagar regras do tipo “não vista com isso”, “vista com aquilo”. Acho que um bom termômetro do quê e como se vestir é seu espelho: achou que tá bom, está se sentindo bem? Vai pra rua! No meu caso, peguei as fotos do Instagram (me segue lá @naaatis), para vocês verem como me virei de jardineira depois de 20 anos, haha.

Como dá para variar só na parte de cima, usei em um dia uma regata e no outro uma camisa (dava até pra trabalhar assim!).

Agora, quero uma jardineira para o inverno também, mais compridinha! Alguém sabe onde eu acho uma?

Imagem

Com regatinha branca. Usei para ir ao Tributo ao Tim Maia, no Parque da Juventude, em SP.

Imagem

Com camisa de manga 3/4. Usei para tomar cervejas com o namorado em uma dia mais “fresquinho”.

Imagem

A prova de que eu já usava jardineira muito antes da moda! A foto é de 93, eu tinha 3 aninhos. #hipster

Espero que tenham gostado do post, me contem mesmo onde eu encontro uma jardineira (BARATA!) compridinha para o outono/inverno. 🙂

A gente se vê em breve! Beijos! ❤

Advertisements

Viciada em Chemisier

Olá, xenti! (:

Outro dia o espírito de Maria baixou em mim e eu fui arrumar meu guarda-roupa – preciso confessar que o espírito baixa em mim, pelo menos, uma vez por semana. Sou a-louca-das-arrumações – e notei que tenho quatro vestidos do tipo “chemisier”, aqueles que lembram camisões.

O mais bizarro: eu nunca-nunquinha saí de casa procurando um chemisier para comprar, mas, não sei por qual motivo, nos últimos tempos tenho voltado com eles na sacola. Os meus, obviamente, são baratinhos e ótimos achados (quase todos custaram R$30,00).

O que mais me deixa feliz, além do preço, é que esse é um modelo clássico. Isso significa que nunca sai de moda! A padronagem de estampa e o tecido podem variar um pouco, de acordo com as tendências mas, no geral, ele continua sempre atual. É ou não é uma bença achar modelos clássicos + baratchenhos? ❤ Muito abôr!

Outra coisa legal foi que eu fiquei curiosa para saber por qual raio de motivo o modelo se chama “Chemisier”. A palavra vem do francês e significa “camisa”. Ele existe desde a década de 50 e foi baseado nas peças masculinas. Chemisier pode ser aquele vestido que é abotoado desde a gola até a barra ou, como os meus, só até a cintura.

No início, era comum o modelo mais “cheio” na parte inferior. Foi nos anos 70 que ele apareceu com corte mais seco, parecido com um camisão mesmo.

Mangas longas e botões até a barra!

Mangas longas e botões até a barra!

Golinha alta e estampa com geométrica.

Golinha alta e estampa geométrica.

chemisier 1 insta

Esse aí de cima eu comprei na Me Move — sou maluca por essa loja, sempre acho promoções e peças legais. Ele tava em liquidação e custou míseros R$ 30,00. Uso com meia calça e botinha, quando o clima tá mais fresquinho.

Ficou meio "esmilinguido", mas a saia é super rodada

Ficou meio “esmilinguido”, mas a saia é super rodada

Chorando por essa estampa MA-RA-VI-LHO-SA

Chorando por essa estampa MA-RA-VI-LHO-SA. Reparem nas nervurinhas do chiffon ❤

chemisier 2 insta

Se eu contar, ninguém acredita, mas eu tenho RADAR para promoções. Esse também é da Me Move e veio ser meu pelo mesmo preço do anterior: R$ 30,00. Lágrimas de sangue!

chemisier 3

Pretin’ básico & modelagem clássica

Botões pretos!

Botões pretos e nervurinhas de chiffon

Tá, podem cortar os pulsos agora: esse veio na MESMA promoção dos outros dois. Sim, também custou 30 dilmas. Ou seja, com R$ 90 eu comprei TRÊS vestidos super usáveis. Principalmente esse preto, super versátil. Dá para fazer a arrumadinha no trabalho e dá para mesclar com acessórios mais divertidos e usar para sair.

Tecido super fino & fresquinho!

Tecido super fino & fresquinho!

Essa deve ser a única peça M que tenho no guarda-roupa. #choramagrela

Essa deve ser a única peça M que tenho no guarda-roupa. #choramagrela

chemisier 4 insta

Também é Me Move. Esse foi o meu primeiro, comprei porque gostei da estampa, afinal nem é meu tamanho. Uso com uma regatinha por baixo, já que a manga fica maior que meus braços magrelos. Custou, se não me engano, umas 20 dilminhas. Quando está frio uso de meia, quando tá calor, sem. Bem versátil!

Não consegui fazer o cinto prar quieto =(

Não consegui fazer o cinto prar quieto =(

Renda <3

Renda ❤

Esse chemisier estrapola no quesito “meninisse”. Comprei na Rua José Paulino, lá no Bom Retiro, mas não lembro o preço. Usei na minha colação de grau, em março, e usei em um casamento simples que fui recentemente. Cabível!

Bom, eu não gosto daqueles manuais que ditam como uma peça DEVE OU NÃO DEVE ser usada. Então, fia, se você curtiu a modelagem: se joga! Usa sem medo, experimenta com cintos (eu adoro usar assim), com salto, sem salto, colares, turbantes e mais o que sua imaginação permitir. (:

Espero que tenham gostado de visitar um pedaço do meu armário. (:
Beijos!