Projeto de vida: cinco meses sem gastar à toa

É, gente… Eu to lascada em contas para pagar, confesso. Parte disso aconteceu porque nunca fui de dar muito valor ao dinheiro, sabe? Sou do tipo de pessoa que pensa “dinheiro foi feito para gastar”, só que eu esqueci de um detalhe importante: não sou rica, não tenho dinheiro para gastar.

Resultado: usei e abusei do crédito do banco e do cheque especial. Vi alguma coisa que eu gostei? Bora comprar! Isso inclui tudo: roupas, livros, comidas, objetos de decoração. Tudo bem que eu uso tudo o que eu compro, mas isso não me absolve da culpa, né?

Até porque o que importa mesmo, o que e preciso mesmo, eu acabo não comprando porque fico atolada em dívidas de coisas desnecessárias. ):

Pois bem, resolvi dar um basta! E um jeito de eu conseguir me manter focada na missão-de-não-gastar-com-o-que-eu-não-preciso é compartilhar aqui no blog. Afinal, não vou fazer feio para vocês, né? ;p

cinco meses sem gastar à toa

Como vai funcionar – Eu me inspirei no projeto da Beca Brait, só que fiz 5 meses porque dezembro tem Natal e eu sempre acabo comprando presentinhos ( para mim) para a família.

A ideia é que eu compre só o que eu REALMENTE precisar. Vou separar a quantia de R$ 50,00 para comprar coisas para mim. Vocês não tem ideia de como isso é pouco para minha realidade consumista, mas vamos lá! Se eu precisar de algo mais caro, vou ter que esperar o mês seguinte para somar as quantias de 50 dilmas.

Por que vai ser bom? Porque vou economizar para investir em coisas maiores e em experiências (uma viagem, um salto de paraquedas, quem sabe?), também porque vou aprender a administrar melhor o que eu ganho. Além de tudo, vai estimular minha criatividade: vou reaproveitar as peças do meu armário em looks diferentes, sem precisar ficar comprando coisas extras.

Então, começa hoje! Preparadas? hahaha

Vou compartilhar com vocês todo o processo, porque quero me organizar com um dinheirinho para sair, me divertir, para guardar e etc. Mais saudável, né? (: Acredito que possa servir de exemplo e de inspiração para pessoas que, como eu, não sabem administrar seu din din.

Então, um grande beijo e fé na poupança, rs.

Advertisements